Cartas Que Não Escrevi #15

Cartas

Ilustração: Isadora Marília

As conversas não foram suficientes e eu cansei de repetir.

Na verdade, acho que não vale a pena. Isso só desgasta a nossa relação. Não quero que você me odeie, que pense mal de mim, que ache que estou com ciúmes, inveja ou o que te falarem sobre essas nossas discussões.

Resolvi te escrever para te dizer tchau. Muito a contra gosto, é verdade. Não queria fazer isso. Não queria precisar dessa distancia, mas você não me deixa opção.

Fui com a sua cara desde a primeira vez que nos vimos. Ainda crianças nos demos tão bem. Amizade assim não é fácil achar, por isso é tão difícil dizer adeus. Adeus não, até logo. Assim espero.

Não me entenda mal. Não quero que as coisas não dêem certo. Não te desejo mal e nosso histórico deveria ser a prova disso. Sempre fomos unha e carne. Quero que saiba que apesar de tudo estarei aqui esperando você de braços aberto. Não vou apontar o dedo, não vou dizer que tinha razão.

Não que eu esteja prevendo o fim para algo que nem começou (de novo), mas queria que soubesse que SE acontecer, estarei por aqui. Não vou dizer nada, só vou te escutar quanto tempo for preciso. Você sempre foi e será minha melhor amiga, apesar da distancia no espaço e no tempo.

Eu espero de verdade que ele te faça bem, que ele não seja mais aquele garoto que já te machucou tantas vezes. Que ele faça tudo que fala para você, que seja um novo homem e que não seja só da boca para fora.
Boa sorte daqui para frente. Saiba que estarei sempre pensando em você.

PostAutorLuly